Uruguai oferece ao Paraguai uma saída para o mar.

Assunção - O Uruguai ofereceu nesta quinta-feira ao Paraguai uma nova saída ao oceano Atlântico com a utilização do porto de águas profundas que construirá em Rocha, no leste do país e na fronteira com o Brasil.

A oferta foi feita pelo ministro de Transporte e Obras Públicas do Uruguai, Enrique Pintado, em reunião realizada em Assunção com seu colega paraguaio, Ramón Jiménez.

"Estivemos analisando com o ministro o que poderia ser o cenário a curto e médio prazos para o Paraguai com a habilitação do novo porto em águas profundas", disse Pintado.

No encontro também foram analisadas as melhorias e facilidades oferecidas ao Paraguai pelos portos uruguaios de Montevidéu e Nueva Palmira, por onde sai 36% da soja paraguaia.

Pintado estará nesta sexta-feira na Bolívia com o objetivo, segundo o comunicado, de "facilitar o comércio entre os países através de uma saída mais direta pelo Atlântico". Paraguai e Bolívia são os dois únicos países da América do Sul sem litoral.

As autoridades uruguaias devem oficializar a obra do porto de águas profundas em 2014. A construção será iniciada ainda durante o mandato do presidente José Mujica, que vai até 1º de março de 2015. O cronograma oficial estima que a obra terá um custo inicial de US$ 1 bilhão.

Fonte: Exame