Indícios de água corrente são encontrados em Marte

Água corrente em Marte: cientistas acreditam que a água tenha origem no gelo aprisionado sob a superfície do planeta, que derrete e flui em formato líquido nas temporadas mais quentes
 
São Paulo - Uma equipe de cientistas da Universidade do Arizona encontrou indícios de água corrente numa área próxima ao equador de Marte. Manchas escuras foram detectadas na região dos cânions de Valles Marineris, reforçando uma suspeita que vem desde 2011. A novidade foi anunciada na Nature.

Os cientistas acreditam que a água tenha origem no gelo aprisionado sob a superfície do planeta, que derrete e flui em formato líquido nas temporadas mais quentes. O suposto fluxo de água pode ser visto numa sequência de oito fotografias, que mostram a progressão das manchas escuras sobre a superfície marciana.

O problema é que, para explorar a área em que supostamente corre água líquida, qualquer veículo precisaria ser esterilizado. Sem essa precaução, a nave poderia contaminar o ambiente e prejudicar a busca por formas de vida.

Em setembro, foi anunciada a descoberta de água no solo marciano pelo jipe-robô Curiosity. Segundo o estudo, é possível extrair 0,47 litro de água de 0,03 metro cúbico de solo marciano – um bloco com largura, profundidade e altura proporcional a um pé.
A amostra analisada pelo Curiosity provavelmente representa o que se poderia encontrar em outras regiões de Marte, já que o planeta é coberto com uma fina camada de solo superficial.
 

 

Fonte:Exame