Homens com cara de mau são mais bonzinhos.


Acredite, por trás daquela cara de malvado vive um homem altruísta, disposto a fazer sacrifícios pela família e amigos. Foi o que descobriu uma pesquisa da Universidade de St. Andrews, na Escócia.
 
Segundo os pesquisadores, a “cara de mau” está associada à largura do rosto. Estudos anteriores mostram que homens com rostos largos são vistos, geralmente, como agressivos, desonestos e menos cooperativos. Só que, segundo a pesquisa dos escoceses, isso não passa de estereótipo. Para chegar a essa conclusão, eles dividiram alguns estudantes voluntários em dois grupos e os convidaram a participar de um jogo – uma das turmas competiria com alunos da própria universidade (St. Andrews), enquanto a outra concorreria com uma instituição rival. Cada participante recebeu uma quantia em dinheiro e podia fazer duas escolhas: enriquecer sozinho ou arriscar a fortuna para ajudar o grupo.
 
E, olha só, quando existia uma rivalidade, os homens com cara de mau eram os mais dispostos a cooperar com o grupo e arriscar toda a grana. Quando não havia rivalidade, esse grau de cooperação diminuía bastante. Aí os pesquisadores concluíram: homens com cara de mau tendem a fazer mais sacrifícios para o bem do grupo deles do que os homens com cara de bonzinho.

 
Fonte:super